MENU
(43) 3339-7199

Releases

Moinho Globo tem nova presidente

Ao completar 67 anos de fundação neste dia 30 de abril, o Moinho Globo, sediado em Sertanópolis, no norte do Paraná,  oficializa  uma importante transição em sua  direção: Giancarlo Venturelli deixa a presidência e  a executiva Paloma Venturelli, prima de Giancarlo, assume o cargo.

Paloma  foi vice-presidente da empresa nos últimos nove anos, já preparando-se para a nova posição, conforme o planejamento sucessório estabelecido. Com a troca de cadeiras, quem  agora chega à vice-presidência é Giancarlo Venturelli Filho, que era gerente de Compras.

As alterações nas funções executivas implicam em mudanças também no Conselho de Administração da empresa, até então presidido por Mário Venturelli, pai de Paloma, que passa a vice  e transmite a presidência ao sobrinho Giancarlo. Desta forma, ambos seguem participando das decisões estratégicas do negócio.

40 anos de Moinho

Ao deixar a presidência, aos 56 anos, Giancarlo Venturelli, ou Gianzão”, como é conhecido entre os colaboradores, soma nada menos que 40 anos de trabalho no Moinho Globo. Começou  muito jovem e assim passou  por todos os setores da empresa – desde o recebimento do trigo, moagem e fábrica. Assumiu a presidência no ano de 2006, sucedendo Mário  Venturelli, com quem já  atuava em conjunto desde 1991. Ambos sempre priorizaram a modernização da empresa.

Entre  os grandes marcos das  gestões de Mário e Giancarlo Venturelli destaca-se o  planejamento e a construção da  nova unidade industrial, inaugurada em 2017 em área de 150 mil m²,  sendo um dos  mais modernos moinhos  do país,  com capacidade de 600 mil kg/dia, podendo chegar a cerca  de  um milhão de kg/dia.

Atualmente,  o Moinho Globo emprega 230 colaboradores diretos e em 2020  alcançou faturamento de R$ 271 milhões.

Continuidade da empresa

O planejamento sucessório do Moinho Globo foi estruturado há  vários anos, por iniciativa de Mário Venturelli. Contou com contratação de consultoria especializada na  área e é estabelecido em estatuto e  pactuado em  acordo de acionistas. Consideramos que o planejamento sucessório é ponto fundamental quanto à continuidade da empresa para as próximas gerações  dos Venturelli”, frisa Paloma Venturelli.

Primeira mulher a assumir a presidência, Paloma tem 38 anos e formação superior em Gestão de Negócios e MBA em Marketing, com cursos em pesquisa em moagem de trigo -  nos Estados Unidos -  e em  desenvolvimento de produtos derivados do trigo, gestão de equipe comercial, gestão de pessoas e comércio internacional.  Ocupa também a vice-presidência no Sindicato da Indústria do Trigo do Paraná (Sinditrigo), entidade com forte representatividade junto ao setor.

“Eu faço parte da terceira geração no comando da empresa. Tenho muito orgulho disso e posso dizer que  estamos preparados para muitas outras décadas de Moinho. Desenvolvemos um processo sucessório - dentro de critérios de transparência, aptidão e mérito  -  e a família se profissionalizou. Aprendi muito com meu pai e com Giancarlo e tenho enorme gratidão a eles. Seguiremos em frente, rumo ao centenário, fazendo sempre o melhor e tendo em mente que são as pessoas que fazem a diferença na nossa empresa. Elas são o nosso principal ‘ativo’ ”, finaliza a nova presidente.

Cliente: Moinho Globo

voltar