MENU
(43) 984089996

Releases

Consumidores já compram carne de porco direto da indústria pela internet

A pandemia da COVID-19 trouxe inúmeras adversidades à população mundial, mas também reforçou uma tendência: a comercialização de produtos e serviços por meios digitais. Práticas, rápidas e seguras as vendas on-line vêm mudando os hábitos do consumo e quase tudo pode ser comprado com poucos cliques.

Sintonizado com esse novo comportamento do consumidor, o RPF Group - quarto maior produtor de proteína suína do Paraná, que está no varejo sob a  marca Rainha Alimentos  - iniciou no final do ano passado a venda on-line, via aplicativos, de cortes congelados e  produtos defumados.

 

De acordo com Diego Aguiar, gestor de marketing da RPF, o desafio de vender  carnes on-line era superar o hábito do consumidor em ‘ver o alimento’ antes de comprar. “Superamos esse obstáculo unindo a tecnologia dos aplicativos de vendas de alimentos à relevância criada pela marca, ou seja, a confiança dos nossos consumidores. Hoje a tela do celular é o novo canal de compra: facilita a entrega, a escolha e, também, proporciona um precinho especial para que o cliente adquira o produto”, assegura.

Para entrar nesse nicho de mercado, a indústria precisou fazer algumas adequações e se encaixar nas vendas de varejo. Entre as mudanças estão a disponibilidade de produtos por unidade, o controle diferenciado de estoques e o desenvolvimento de novos produtos, em quantidades fracionadas, como o bacon em cubos de 500 gramas e o bacon de pernil, em tabletes de 400 gramas.

O gestor de marketing  da RPF avalia que a receptividade do público à novidade de comprar carnes sem sair de casa tem sido bastante positiva. “No início o mais interessante foi a procura dos proóprios colaboradores da RPF em comprar, visto que antes não conseguiam adquirir nossos produtos diretamente, a não ser nos supermercados. Depois, registramos a compra e recompra dos consumidores, que voltaram com elogios tanto à qualidade do produto entregue, quanto à forma de apresentação - embalagem, sacola e até à questão de chegar ainda congelado, bem conservado”, explica.

Outro canal de vendas on-line usado pela empresa é o WhatsApp, que começou a operar em março deste ano. Por este canal o consumidor tem contato direto com a loja virtual da RPF. No início da compra ele recebe um catálogo demonstrativo com os produtos disponíveis e seus respectivos preços. “Pelo Whats também soltamos várias promoções especiais, liberamos frete grátis para compras a partir de R$ 30 e os consumidores recebem, em primeira mão, as novidades da loja virtual”, destaca Diego Aguiar.

Para pedir produtos diretamente na RPF e usufruir dessas vantagens o consumidor deve entrar em contato pelo  (43) 99124-2788. O serviço de entrega para compras feitas pelo WhatsApp está disponível para Londrina e região metropolitana.

Com o sucesso das vendas on-line diretas ao consumidor, nos próximos meses a empresa pretende expandir a comercialização digital para outros públicos, como o pequeno varejista, que muitas vezes tem dificuldade de atendimento e de acesso aos produtos da indústria.

 

Cliente: RPF Group

voltar