MENU
(43) 3339-7199

Releases

Campanha mostra histórias reais de mulheres que souberam dar a volta por cima

Na semana em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, histórias de associadas da Sicredi União PR/SP estão emocionando e motivando muita gente. Intitulada Mulheres Reais, a campanha, que pode ser conferida nas redes sociais da cooperativa, traz histórias que mostram a força e capacidade dessas mulheres de dar a volta por cima e se reinventarem após passarem por situações bastante difíceis.

A empresária Fernanda Dias, de Terra Boa (PR) classifica sua história como de superação. Ela, que sempre estudou em escola pública ou foi bolsista, sofreu vários revezes e, quando estava no auge da carreira e com uma academia recém aberta, algumas surpresas adiaram e mudaram seus planos: ela sofreu um acidente que lhe lesionou a coluna em 80% quando estava a caminho do local onde assinaria um patrocínio. Ficou sem movimento do pescoço para baixo por um mês e meio. No processo de recuperação, perdeu a mãe. Ao voltar ao trabalho e reabrir a academia, o pai foi diagnosticado com câncer e faleceu pouco tempo depois. Enquanto cuidava do pai, arrendou a academia. E não foi só: ainda teve uma separação no caminho. Hoje, a academia está sob sua administração e Fernanda comemora a retomada da vida profissional.

Aline Hobold, representante comercial e consultora de beleza em Graciosa (PR) compartilha a experiência de ter passado por uma profunda depressão ao perder o emprego que tinha havia 15 anos e para o qual se dedicava intensamente. “Aquele trabalho era o meu sonho”, diz ela. Foram sete meses difíceis. Hoje, voltou às atividades e ao mercado de trabalho, abrindo uma empresa de representação comercial na área de produtos alimentícios. “Quero deixar um recado para as mulheres: nós somos guerreiras, somos fortes e não devemos, jamais, desistir de nossos sonhos”.

Márcia Ganassin, empresária do ramo de eventos em Tamboara (PR) há 12 anos, sentiu profundamente a crise instalada com a pandemia, especialmente, em seu setor. Até fevereiro de 2020 já tinha agendadas 17 festas, todas canceladas ou adiadas. “Então nos vimos obrigados a inovar. Hoje fazemos marmitas, o marido ajuda e o filho entrega”, conta. Com isso, as contas estão em dia. O seu recado para as mulheres é o seguinte: “Somos fortes”.

E também tem a história de Edilaine Emerich, empresária do ramo de beleza em Cianorte (PR), que começou a trabalhar com maquiagem em casa, de forma simples. Com o tempo, foi crescendo na profissão, alugou um espaço maior para instalar seu negócio, mas com a pandemia precisou recuar. Mas não esmoreceu. Continua trabalhando e passou também a estar mais presente na rede social, mostrando o que sabe fazer.

As quatro histórias têm em comum, além de mostrar a capacidade da mulher de seguir em frente e ultrapassar os mais diversos obstáculos, o apoio que essas associadas receberam da Sicredi União PR/SP. Em todas as etapas, as associadas relatam que tiveram o apoio financeiro, de planejamento e planos de negócios da equipe da cooperativa. “Sabemos que, o que precisarmos, podemos contar com a cooperativa”, comenta Márcia. “Em nenhum momento, nem quando procurei a cooperativa para encerrar minha conta, ouvi deles uma palavra de sânimo, pelo contrário, disseram que não encerrariam a minha conta e que estariam ao meu lado para o que eu precisasse”, conta Fernanda. Aline acrescenta o carinho e atenção que sempre recebe na cooperativa, onde também tem várias clientes. E Edilaine complementa. “A cooperativa dá todo o apoio para tudo o que precisamos, é nossa parceira.”

 

 

Cliente: Sicredi União PR/SP

voltar