MENU
(43) 3339-7199

Releases

“Pãodemia” eleva consumo de farinha de trigo e indústria se aproxima mais do consumidor

A alimentação é um tema recorrente neste período de pandemia de Covid-19. Entre as várias mudanças de comportamento de março de 2020 para cá, os brasileiros passaram a cozinhar mais em casa e, em muitos casos, a valorizar  alimentos mais saudáveis.

O hábito de fazer pão em casa também ganhou força e muitos novos adeptos. Não demorou muito para a internet dar nome a este movimento como  “pãodemia”. Prova disso é que,  na plataforma Google, a receita  mais buscada em 2020 foi a de pão caseiro.

Dados do Moinho Globo, indústria localizada em Sertanópolis, a 45 km de Londrina,  que produz as marcas Globo e Famiglia Venturelli, confirmam esse panorama. As vendas de farinha de trigo  no segmento de varejo tiveram um crescimento de 6% no ano passado, representando um aumento de volume de 400 toneladas. O faturamento cresceu na casa dos 23%.

Os bons resultados  levaram a empresa a acrescentar também dois novos produtos ao portfólio – fermento químico e fermento biológico - justamente de olho no aumento da demanda  desse consumidor disposto a colocar a mão na massa para fazer o próprio pão. 

Além disso,  optou por incluir na embalagem da farinha Globo Superiore  a informação técnica de “W 300”, de forma a destacar o produto aos olhos de quem já valoriza esse diferencial.  O  índice W  é usado para classificar as farinhas de trigo de acordo com sua força. Um W de 300 classifica a farinha como forte, utilizada para preparos que exigem mais do produto, como pães de fermentação natural, por exemplo.

 

“As tendências  mundiais e muitos estudos nacionais já apontavam essa valorização  da comida feita em casa, esse resgate, e uma maior importância ao cozinhar como um gesto de afeto e dedicação. A pandemia sem dúvida acelerou esse processo”, comenta a vice-presidente do Moinho Globo, Paloma Venturelli.

Reposicionamento para o novo cenário

Essas mudanças de  hábitos em relação à alimentação certamente impactam na indústria. O Moinho Globo iniciou o ano de 2021  apresentando ao mercado o  reposicionamento da tradicional Globo, marca da casa e da farinha original, no mercado há 66 anos.

 

Depois de quase um ano de estudos e pesquisas, a indústria desenvolveu uma nova estratégia comercial e repaginou as embalagens das linhas de varejo e do mercado transformador – que atende especificamente padarias, restaurantes, confeitarias, pizzarias e afins. No total,  são mais de 100 produtos.

Junto com este investimento, a marca traz um novo posicionamento no relacionamento direto com o consumidor. “A Globo  apresenta a partir de agora uma linguagem visual mais amigável, atrativa e moderna. Nossa proposta foi  aproximar a marca do consumidor nesse novo tempo em que os hábitos estão mudando e quando o ato de cozinhar é cada vez mais um espaço de experiência, significado de prazer e vínculos”, detalha a executiva do Moinho Globo.

O resultado esperado é fechar o ano de 2021 com um crescimento de 13% nas vendas da marca Globo.

 

 

Cliente: Moinho Globo

voltar